Vamos Conversar Sobre Enxaqueca

Se você sofre de enxaqueca há algum tempo, é provável que já tenha feito muitos exames e tratamentos… Ah, mas e o remédio? Afinal, há tantos remédios para as crises de enxaqueca!!! Pois é, mas ao contrário do que vemos nos muitos comerciais de remédios, pode sim acontecer de você tomar o remédio e a dor não sumir! Certos remédios podem acabar com a dor para algumas pessoas, mas, para outras, causar uma sensação de extrema letargia e até tonturas. Para não falar das dores de estômago, gastrites e até úlceras, tão comuns nas vítimas de enxaqueca, que podem ser exacerbadas por remédios para aliviar a dor de cabeça. Não adianta se entupir de remédios e ter um estilo de vida ruim. A balança tem de ficar equilibrada!!! Remédios podem ou não ser necessários temporariamente, mas, para se livrar desse mal, você precisa repensar certos hábitos. Ao marcar uma consulta, lembre de levar numa folha todas as suas observações e dúvidas a cerca da sua enxaqueca: quando iniciou, frequência e duração, onde sua cabeça dói, se tem algum horário específico, quais sintomas sente juntamente com a enxaqueca, quais fatores podem desencadear a crise (dormir muito ou pouco, alimentação, exercicio, dirigir, ao ler, etc), o que geralmente alivia sua dor, quais tratamentos já fez, hábitos alimentares, etc. Quanto à alimentação, o açúcar refinado, farinha refinada, óleos refinados e oxidados, gorduras trans, alimentos em pó, conservantes, aromatizantes, estabilizantes, emulsificantes, artificiais (ex.: adoçantes artificiais), transgênicos e agrotóxicos, bebida alcoólica, queijos, vinhos, chocolates, café e alguns chás, entre tantos outros, são alimentos que podem favorecer a crise.

Posts Em Destaque
Posts Recentes